CRF 250 L

HONDA CRF 250 L

Manual
4750.00€
Documentação
335,00€
Manual

Qual a sua opinião sobre este produto?
Especificações

Marca: HONDA

Modelo: CRF 250 L

Cilindrada: 249

Ano:

Referência:

Combustível: GASOLINA

Descrição

CRF250L Apresentação A essência do que torna, uma moto, numa verdadeira máquina de utilização mista, há muito, que faz parte do DNA da Honda. No final dos anos 70, foi lançada a XL250S, uma moto que permitia uma utilização genuína na estrada e oferecia excelentes performances fora-de-estrada. Toda a gama XL que se seguiu tornou-se lendária, provando que a junção de um motor monocilíndrico, a quatro tempos, económico e fácil de utilizar com um quadro competente originava uma moto útil, versátil e, tal como muitos condutores em todo o mundo puderam constatar, divertida. O departamento de Pesquisa e Desenvolvimento da Honda ponderou e discutiu a criação de uma nova moto de utilização mista. A já longa história da empresa – em termos de competição fora-de-estrada e modelos de utilização mista – serviu de base-padrão para o desenvolvimento inicial desta moto, inspirando a equipa desde o início. O primeiro ponto analisado centrou-se nas necessidades dos clientes. Enquanto alguns condutores insistiam numa performance ao nível dos modelos de competição, muitos outros valorizavam a facilidade de utilização, a funcionalidade e a conveniência. Para uma utilização diária urbana, durante a semana, a preferência era por uma moto robusta e prática, com um estilo marcadamente fora-de-estrada. Mas, chegado o fim-de-semana, a moto teria de ser capaz de os levar até onde fosse preciso, por estrada ou fora dela. Os engenheiros que desenvolveram a nova plataforma de utilização mista da Honda sempre olharam para ela numa perspectiva global, uma moto para todo o mundo. Teria de ter, não apenas um motor potente e económico, mas também um chassis abrangente e capaz. A moto teria de ser acessível para uma variedade de mercados, oferecendo elevada qualidade e extraordinária relação preço-qualidade, sendo uma prioridade obter baixos custos de manutenção gerais. Talvez mais importante, e uma força motivadora, para os engenheiros trabalharem de forma exaustiva para produzirem uma moto tão multifacetada, foi produzir algo que pudesse ligar muitas pessoas à Honda e ajudá-las a realizar os seus sonhos de uma forma que só uma moto consegue. Essa moto é a CRF250L. Generalidades do Modelo A CRF250L é uma moto de utilização mista. As suas dimensões, ergonomia, baixo peso, forquilha Showa USD, de 43 mm e longo curso, e suspensão traseira Pro-link dão-lhe um à vontade igual em estrada e fora dela. O motor monocilíndrico oferece potência e binário útil, ao longo de uma ampla gama de rotação, com excelente economia de combustível. O estilo enérgico é inspirado na lendária gama CRF de competição e, como se espera de uma Honda, a qualidade de construção e o potencial orgulho de propriedade é elevado. A frase-chave usada durante o desenvolvimento da CRF250L foi: "…tornar a utilização em estrada' (no dia-a-dia de trabalho) mais funcional e em fora-de-estrada (fins-de-semana) mais agradável!" Motor O motor monocilíndrico compacto de 249 cm², DOHC, de refrigeração por líquido, e de baixo peso da CRF250L produz um binário suave e consistente a baixa rotação, ajudando a tracção da roda traseira e transmitindo grande sensibilidade ao condutor. Do mesmo modo, o curso reduzido (76 x 55 mm) do motor permite obter excelentes performances a alta rotação; ao longo de toda a sua gama de rotações, a entrega de potência é equilibrada e muito utilizável. Para se obter um motor dócil ao longo de uma tão ampla gama de rotações, foi necessário muito esforço de investigação e desenvolvimento na admissão e no escape do motor. As dimensões internas ideais foram encontradas, para o corpo do acelerador e tubo do escape, tanto em diâmetro, como em comprimento. Foi usado um filtro de ar viscoso, de novo design, juntamente com uma caixa-de-ar de grandes dimensões (5,7 litros), para maximizar o fluxo de ar. Com um olho na potência e outro no alto desempenho em termos ambientais, a equipa de desenvolvimento do motor da CRF250L inventou um novo design de roletes/balanceiros extremamente compacto para o conjunto de válvulas de baixo atrito. Por sua vez, isso permitiu usar uma cabeça de motor de menores dimensões. Uma vela de Irídio, juntamente com a medição de precisão da injecção de combustível efectuada pelo sistema PGM-FI, permite melhorar ainda mais a eficiência da combustão. Para reduzir as perdas internas por fricção, o motor da CRF250L utiliza um cilindro descentrado, enquanto o pistão tem um material especial de superfície e um revestimento de molibdénio. A bomba do óleo apresenta uma estrutura interna de descarga que evita a gaseificação do óleo descarregado. Os moentes da cambota são uma novidade num motor monocilíndrico de fora-de-estrada da Honda. São usados moentes meio-divididos de metal, de instalação à pressão e os moentes da cambota usam capas em ferro fundido. O resultado prático deste novo design permite reduzir o peso e contribui para um motor mais suave; reforça a rigidez dos cárteres e minimiza as alterações no diâmetro interior devido ao fenómeno da expansão térmica. Um veio de equilibrio primário reduz ainda mais as vibrações. A nova embraiagem e caixa de 6 velocidades foram concebidas em conjunto e reforçadas para fazerem face ao esforço extra exigido por uma utilização fora-de-estrada. O sistema de arrefecimento utiliza um radiador de dissipação de calor de 10,7 kW, do lado esquerdo da moto, protegido por uma grelha de polipropileno com deflectores para melhorar o fluxo do ar. É usada uma ventoinha de refrigeração, de anel-guia fino, para manter temperaturas estáveis a baixas velocidades, tanto nos congestionamentos da cidade, como nas situações mais complicadas em fora-de-estrada. Para cumprir as normas Euro III sobre emissões, foi aplicado um sensor Lambda de O2 que trabalha em conjunto com um sistema de injecção de ar secundário. O catalisador está localizado no interior do silenciador cónico do escape. Ciclística Com a versatilidade exigida pela CRF250L desde o princípio, foi desenvolvido um novo quadro para alojar o novo motor. Construído em aço, o quadro, com uma secção de dupla trave oval e o berço semi-duplo fornecem a resistência necessárias para uma utilização fora-de-estrada. O sub-quadro esguio, realizado em aço de secção redonda é aparafusado ao quadro principal e suporta o peso de dois adultos mais 5 kg de carga. Há protecções por cima dos poisa-pés do condutor para proteger o quadro contra as marcas provocadas pelas botas. Os 1.445 mm de distância entre eixos são complementados pelos 27°35' de inclinação da coluna da direcção e pelos 113 mm do eixo de arraste, dando á moto uma excelente estabilidade e agilidade. O peso da moto em ordem de marcha é de 144 kg. A forquilha invertida Showa de 43 mm é incrivelmente rígida, com uma performance brilhante ao longo dos seus 250 mm de curso, para uma utilização fácil em diversos tipos de terreno e velocidades. A suspensão traseira Pro-Link apresenta 240 mm de curso de eixo e o mono-amortecedor Showa tem 40 mm de diâmetro. O braço oscilante cónico em alumínio tem fundição mono-bloco, um método que permite a produção de formatos complexos. Este componente permite obter o equilíbrio correcto entre rigidez e a robustez necessária, reduzindo a massa não suspensa. O casquilho de afinação da corrente é realizado em alumínio extrudido. O travão dianteiro recorre a um disco único de 256 mm e pinça de dois pistões, enquanto o travão traseiro é um disco de 220 mm com pinça de um pistão. A travagem foi ajustada para oferecer uma excelente sensibilidade com um nível elevado de controlo. Os discos leves são de design ondulado – directamente inspirados na CRF250R e na CRF450R – com excepcional capacidade de auto-limpeza em condições adversas. As jantes leves, de alumínio, reduzem ainda mais o peso não suspenso. A disposição dos raios também é directamente inspirada no design robusto das rodas da CRF250R/CRF450R. Os pneus são do tipo enduro (dianteiro: 3.00-21 51P, traseiro: 120/80-18 62P) e são adaptados a uma diversidade de situações de utilização. A roda dianteira de 21 polegadas e a traseira de 18 aumentam a estabilidade em utilização fora-de-estrada e possibilitam a instalação de pneus específicos para fora-de estrada. Equipamento/Estilo Os instrumentos digitais da CRF250L são compostos por um indicador do nível do combustível, um relógio e um conta-quilómetros parcial duplo. O visor frontal oferece um visual de inspiração CRF, protege os instrumentos e aloja a lâmpada H4 de 60W/55. O estilo geral da CRF250L deve muito aos elementos de competição da gama CRF-R, factores relevantes para a centralização das massas e de proporção triangular. As considerações dos aspectos ergonómicos também foram um factor-chave, numa moto que teria de ter boas performances, excelente maneabilidade e ser confortável, numa ampla variedade de condições. O guiador reforçado oferece uma posição de condução vertical e descontraída, com bastante alavancagem e um ângulo de viragem de 45° para ambos os lados com um diâmetro de viragem muito útil para o tráfego urbano ou para os trilhos mais apertados. O depósito esguio tem capacidade para 7,7 litros e, combinado com o banco confortável e plano, oferece o máximo de controlo e variedade de posições de condução. O banco tem 875 mm de altura. Na base do guarda-lamas traseiros há uma caixa de ferramentas com tranca. Ficha Técnica Motor Tipo Monocilíndrico, refrigerado por líquido, 4 tempos, 4 válvulas, DOHC Cilindrada 250 cm³ Diâmetro x Curso 76.0×55.0 mm Regíme Mínimo 1450±100 (rpm) Depósito de óleo 1.8L Alimentação Tipo Injecção electrónica multi-ponto PGM-FI Diâmetro de corpo de admissão 36 mm Filtro de Ar 3,1l/100km Depósito de Combustível 7.7L Sistema Eléctrico Ignição Bateria por transístor completo Tempo de ignição 10º (ralenti) Vela SIMR8A9 (NGK) Arranque Eléctrico Bateria 12V 6Ah (10HR) Alternador - Luzes - Transmissão Embraiagem Húmida, multi-disco Funcionamento 6 Velocidades Caixa de Velocidades - Relação Primária - Relações de Transmissão - Transmissão Final Corrente Quadros Tipo Dupla-trave com berço Ciclística Dimensões 2.195 × 815 × 1.195 mm Distância entre eixos 1.445 mm Ângulo da coluna de direcção 27.6º Trail 113 mm Raio de Viragem 2.3m Altura do Assento 875 mm Distância livre ao solo 255 mm Peso em ordem de Marcha 144 kg Capaciade de carga Máxima - Suspensões Tipo (Frente) Telescópica invertida de 43 mm Tipo (Rectaguarda) Braço oscilante Pro-link, 40 mm Rodas Tipo (Frente) Jante raios Tipo (Rectaguarda) Jante raios Tamanho (Frente) 21" X 1.60 Tamanho (Rectaguarda) 18" X 2.15 Pneus (Frente) 3.00-21 51P Pneus (Rectaguarda) 120/80-18 62P Pressão dos pneus (Frente) - Pressão dos pneus (Rectaguarda) - Travões Tipo (Frente) Hidráulico, com disco de 256 mm e maxila de 2 pistões Tipo (Rectaguarda) Hidráulico, com disco de 220 mm e maxila de 1 pistão www.honda.pt